Um blog feito para noivas, esposas e mães reais como eu!

5 de janeiro de 2011

O casamento e suas simbologias


Alianças:
A palavra aliança surgiu por volta do século XV, provavelmente na França. Mary de Burgundy foi a primeira noiva da história a usar uma aliança como sinal de amor e união duradoura. A iniciativa de presenteá-la com um anel de diamantes foi de seu noivo, o Arquiduque Maximilan da Áustria, em 1477. A forma circular do anel, sem começo nem fim, seria um prenúncio da continuidade do amor e devoção ao longo da vida do casal. O costume de usar o anel no dedo anelar da mão esquerda parece ligado a uma crença antiga. Acreditava-se que nesse dedo existia uma veia que ia direto para o coração. O dedo anular esquerdo tornou-se, assim, o dedo da aliança de casamento em diversas culturas.



As flores:
Significavam a felicidade e os espinhos afastavam os maus espíritos. As flores de laranjeira eram usadas porque os nossos antepassados as consideravam um talismã para assegurar tanto uma família numerosa como a felicidade nupcial. Os antigos romanos tinham o costume de atirar flores no trajeto da noiva, acreditando que as pétalas fariam a noiva ter sorte e dar carinho ao marido.





O Bouquet:
Na antiga Polônia, acreditava-se que, colocando açúcar no bouquet da noiva, seu temperamento se manteria “doce”. A entrega do bouquet representa a despedida da noiva, que o atira para repartir com os convidados, num gesto generoso, a sua felicidade. As flores tinham cada uma, um significado: Hera representava a fidelidade; Lírio, a pureza; Rosas vermelhas, o amor; Violetas, a modéstia; Miosótis era símbolo de amor; Não-te-esqueças-de-mim era símbolo de amor verdadeiro; Flores de laranja davam fertilidade e alegria ao casal. 


O véu:
Hijab (véu) quer dizer, em árabe, "o que separa duas coisas". O véu da noiva significa separar-se da vida de solteira para entrar em uma nova vida, a de esposa. Misticismo e romance cercam o assunto sobre o véu. Originalmente, pensava-se que ele era usado para esconder a noiva de possíveis seqüestradores. Mais tarde, em outra versão, diziam que algo escondido tornava-se mais valioso. O véu é uma referência à deusa Vesta que, na mitologia greco-romana, era a protetora do lar símbolo da honestidade e da virgindade da noiva.




Grinalda:
A grinalda faz com que a noiva se pareça com uma rainha, diferenciando-a dos convidados. Quanto maior a grinalda, maior era o símbolo de status e riqueza.








Vestido de noiva:
 A cor branca do vestido de noiva só foi popularizada no século XIX, no casamento da Rainha Vitória. Ela lançou a moda que permanece até os dias atuais. Antes disso, não havia cor específica para a cerimônia; a cor mais usada era o vermelho, que simbolizava “sangue novo” para a continuação da família. O branco acabou sendo o preferido, por simbolizar a castidade e a pureza.







Nenhum comentário:

Postar um comentário